O que é osteopatia e quem é osteopata? Como a medicina manual pode te ajudar?

0

A osteopatia é um método de tratamento não Local na rede Internet convencional, que se distingue por uma abordagem holística do corpo e terapia manual. Sua versatilidade, eficácia e ausência de efeitos colaterais são vantagens importantes que devem ser consideradas para sua implementação.

Osteopata – quem é ele e o que cura?
Um osteopata é um especialista no campo da osteopatia, que é um campo da medicina alternativa. Seu trabalho é realizar terapia manual, ou seja, terapia realizada com o uso de suas próprias mãos. O osteopata tem a educação adequada – ele é médico ou fisioterapeuta, que também pode se orgulhar de ter completado treinamentos especiais.

O centro de osteopatia é um local onde é prestada assistência a pessoas que sofrem de várias doenças, nomeadamente as relacionadas com o funcionamento do sistema neuromuscular. O que trata um osteopata? Sua tarefa é tratar articulações, tecidos moles e nervos, levando não apenas à melhora da condição física, mas também mental – uma abordagem holística do corpo é importante. Então você pode se inscrever na academia de osteopatia com dor nas costas, mas também com sinusite ou dor de cabeça. Tanto adultos, crianças e adolescentes podem usar a ajuda de tal especialista.

O que é osteopatia?
Osteopatia – o que é? Cada vez mais pessoas estão se interessando por esse tipo de medicina alternativa baseada na terapia manual. Uma característica da osteopatia é o diagnóstico e tratamento de vários tipos de problemas com os órgãos locomotores usando as mãos do terapeuta.

O Osteopata distingue-se por uma abordagem holística ao paciente, consistindo num cuidado integral da condição do corpo, incluindo o sistema nervoso e sintomas psicofísicos relacionados. Um dos pressupostos da osteopatia é apreciar o papel do sistema imunológico na autorregulação e na autocura. Portanto, esforços são feitos para fortalecer a imunidade para que o corpo possa retornar ao seu estado ideal por conta própria.

Que doenças um osteopata pode ajudar?
A osteopatia é altamente eficaz no tratamento de muitas doenças dolorosas. A abordagem holística torna sua aplicação extremamente versátil. Abaixo estão exemplos de doenças tratadas com vários tipos de osteopatia.

Osteopatia – contra-indicações
As principais contra-indicações aos tratamentos osteopáticos são:

falta de consentimento do paciente,

  • condições de risco de vida que requerem intervenção médica,
  • estágios avançados de algumas doenças mentais,
  • gravidez no período inicial.

Para iniciar a terapia, vá a um centro de osteopatia. Durante a primeira visita, o osteopata solicitará a documentação médica atual, realizará um exame físico, ou seja, uma entrevista com o paciente e um exame físico. Se ele diagnosticar alguma anormalidade no funcionamento do corpo, ele sugerirá terapia apropriada

Osteopata – médico ou fisioterapeuta? Quem pode se tornar um osteopata?
Se você deseja se tornar um especialista e obter altas qualificações, é melhor pensar em estudos de pós-graduação em medicina osteopática. Podem se inscrever médicos, fisioterapeutas e estudantes de medicina e fisioterapia. Na maioria das vezes, após 3 anos de estudo, eles recebem o título de D.O., ou seja, um osteopata certificado.

O currículo de osteopatia inclui muitas disciplinas e departamentos especializados que lhe dão a chance de ser um bom terapeuta. Estes são i.a. osteopatia em pediatria, ginecológica, craniana ou parietal. Na Polónia, a associação de osteopatas é a Society of Polish Osteopaths (TOP) – criada em 2005, pertencente à Federação Europeia de Osteopatas (EFO). Para se qualificar como especialista nesta ciência, é necessária educação adicional em instituições especializadas. A Academia Polonesa de Osteopatia Osteon é pioneira neste campo – é a primeira escola do país a educar nesta área.